Veja o que pode melhorar o rendimento de um atleta

A performance e o sucesso de um atleta – em um esporte coletivo ou individual – depende de uma série de fatores que ele vai trabalhar durante os treinos.

Aspectos técnicos da atividade que ele executa, os aspectos táticos, estratégias de desempenho e os trabalhos de desenvolvimento corporal e suas habilidades – agilidade, resistência, flexibilidade e força.

Mas estamos falando de resultados, e o que pode realmente ajudar a melhorar o rendimento de um atleta e faze-lo alcançar patamares maiores. Alguns pontos são fundamentais que o atleta cuide para montar o grande quebra-cabeças que será o seu desempenho esportivo.

Veja o que pode melhorar o rendimento de um atleta.

01 – O sono melhora o rendimento de um atleta

Aos poucos as sociedades em geral vão entendendo quão importante é o sono na vida das pessoas, no desempenho e na disposição para as atividades do dia a dia.

E para um atleta, esta importância é ainda maior. A falta de sono aumenta a produção do cortisol, que é o hormônio ligado ao estresse – não é por acaso que todos nós acordamos mau humorados e impacientes depois de uma noite ruim.

Poucas horas de sono ou um sono de baixa qualidade – muito superficial ou interrompido demais – pode ocasionar fadiga, baixa energia e prejuízo do foco, e todos esses itens são fundamentais para o desempenho esportivo.

É fundamental que a pessoa encontre o seu timing perfeito de sono, o horário, a quantidade de horas e tenha um ambiente adequado para dormir. Sem dúvida, esta dica para todas as pessoas, e nos atletas a resposta física ao acordar precisa ser muito forte, mesmo que os treinos e competições sejam à tarde, pois o tempo de recuperação – e acordado – será pequeno.

02 – A meditação melhora o rendimento de um atleta

Sim, meditar pode ajudar na performance de um atleta. E não falamos aqui da meditação tradicional, de não pensar em nada, sentado de pernas cruzadas no chão.

Existem outras técnicas de meditação, que são usadas por muitos atletas de alto rendimento e de sucesso, como o tenista Rafael Nadal e o jogador de basquete LeBron James. Estudos já demonstraram que pessoas que meditam tem mais atividade e de melhor qualidade no córtex frontal, que está associado a tomadas de decisão e à memória.

Além deste benefício, essencial para atletas, a meditação promove o relaxamento e o alívio do estresse, reduz a ansiedade, aumenta a concentração e ajuda a lidar melhor com a pressão da rotina de treinos e competições.

03 – Suplementos melhoram o rendimento de um atleta

Os suplementos são um ótimo recurso para complementar uma alimentação que esteja deficiente por algum problema de rotina ou mesmo aumentar o rendimento diretamente.

Eles atuam ou em um conjunto de melhorias ou em uma habilidade em potencial, por exemplo aqueles que exigem potência muscular ou os esportes que exigem mais agilidade. O que é importante neste ponto é a escolha correta do suplemento, para não sobrecarregar o organismo com algum nutriente e tirar o melhor proveito dos efeitos.

Para cada caso, existem suplementos que fornecem os nutrientes que vão atuar naquela situação, sem com isso prejudicar o desenvolvimento das demais habilidades. Veja aqui onde encontrar suplementos.

04 – A alimentação melhora o rendimento de um atleta

Este item sem dúvida é o mais discutido e conhecido de todos: não há como negar a grande importância que uma alimentação pode ter no rendimento de um atleta.

Na verdade, assim como no sono, a alimentação saudável é beneficia para todas as pessoas, atletas ou não. No caso dos esportistas, ela precisa atuar fortemente como auxiliar no desenvolvimento das habilidades e como protetora contra doenças e contusões.

Por isso é tão importante que um atleta tenha um planejamento alimentar, que atinja todos os grupos de alimentos e promova um equilíbrio de consumo de todos os nutrientes que ele precisa para potencializar treinos e resultados.

Vitaminas, minerais, fibras, algumas gorduras boas, proteínas e carboidratos – tudo é indispensável no cardápio de quem pratica esporte. Além de controle do que não se deve consumir. A alimentação também tem um papel essencial no pré e no pós-treinos para vitalizar o organismo e metabolizar os nutrientes.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *